Notícias Recentes

Estudo confirma que aquecimento global supostamente causado pelo homem é completamente falso

Estudo confirma que aquecimento global supostamente causado pelo homem é completamente falso

Quanta ameaça à subsistência de nosso planeta é a mudança climática que supostamente é causada pelo homem, de acordo com os dados científicos mais recentes? Na verdade, não é uma ameaça, porque as mudanças climáticas que a grande mídia e os eco-genocidas do clima dizem ser provocadas pela a sociedade não existem, pois a realidade de alterações dos padrões do clima está sendo realizados por elites globalistas, sobre a demanda de geoengenharia climática, alterando os padrões climáticos para causar desordem planetária, o que leva a certos momentos de aquecimento, resfriamento, terremotos, chuvas anômalas, furações, aumento de doenças etc.... Por trás de tudo isso, o objetivo dos planos dos globalistas é colapsar a sociedade, e causar desordem fome, escassez de alimentos, reduzir a população mundial, e cobrar imposto para quem respirar, e compra sobre o dióxido de carbono CO2, no qual é a molécula da vida para as planas, sem ele, nosso planeta não seria verde, e nossa cultura alimentar não se produziria.

No entanto a grande mídia comprada, e os eco-genocidas, continuam em silencio, e culpando a sociedade por tudo e um pouco mais, colocando a sociedade para se culparem uns aos outros, guando os verdadeiros culpados de alterar o clima com armas de manipulação climática, continuam nas cúpulas da elite global e sobre as escuras,  usam o pretexto do falso aquecimento global, usam até mesmo crianças como Greta Thunberg para iludir o mundo, para que a sociedade não veja a verdadeira causa das alterações do clima, enquanto isso os globalistas planejam e colapsam nosso planeta com os programas de geoengenharia climática, para alcançar os planos da agenda genocida dos globalistas da Nova Ordem Mundial.

Estudo confirma que aquecimento global que supostamente é causado pelo o "homem" é completamente falso


Esta é a conclusão de um novo estudo da Finlândia revela que a grande mídia é uma completa fazedora de notícias falsas, e que está sendo cúmplice dos globalistas genocidas, já que os pesquisadores da Universidade de Turku determinaram que a contribuição dos humanos para o aumento da temperatura global no último século é insignificante, na melhor das hipóteses.

Embora se diga que as temperaturas planetárias aumentaram cerca de 0,1 graus Celsius nos últimos 100 anos, a atividade humana contribuiu apenas com cerca de 0,01 graus Celsius disso, ou cerca de 10%.


Intitulado "Nenhuma evidência experimental para a significativa mudança climática antropogênica", o artigo reitera que as flutuações da temperatura global são influenciadas principalmente por coisas como a cobertura de nuvens que não tem absolutamente nada a ver com humanos comendo carne, dirigindo carros ou criando animais que peidam.

“Apenas uma pequena parte”, escrevem os autores Jyrki Kauppinen e Pekka Malmi, os dois principais autores do estudo, sobre o aumento dos níveis de dióxido de carbono (CO2) é antropogênico - o que significa que todo o medo dos esquerdistas por seres humanos sobre “destruir o planeta” ”Não passa de notícias falsas.

Essas conclusões contradizem diretamente as posições oficiais do Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (IPCC), que insiste que a atividade humana é o principal contribuinte para as condições climáticas flutuantes em todo o mundo.

"Embora os métodos e resultados do estudo possam ser debatidos, isso ilustra mais uma vez como não há consenso esmagador sobre o aquecimento global causado pelo homem, como a mídia costuma reivindicar", escreve Paul Joseph Watson para Infowars . 
"Na realidade, existem dezenas de cientistas proeminentes que acreditam que as mudanças climáticas são impulsionadas por forças naturais ou que as projeções climáticas das Nações Unidas não são confiáveis", acrescenta ele.

Não, a ciência NÃO está baseada nas mudanças climáticas


Essas últimas descobertas certamente desafiam a noção errônea de que a “ciência está assentada” sobre as mudanças climáticas ou que um “consenso” de alguma forma foi alcançado sobre o assunto. Na verdade, nunca houve um consenso científico sobre mudanças climáticas, porque nem a própria comunidade climática pode dizer com certeza o que especificamente, se alguma coisa, os seres humanos estão fazendo para impactar mais severamente os padrões climáticos do nosso planeta.

O que os eco-genocidas do clima ignoram rotineiramente são os programas de geoengenharia em pleno andamento, espalhando sobre nossos céus aerossóis estratosféricos tóxicos, criando nuvens artificiais, fortalecendo ainda mais o poder das antenas da HAARP, em lançar super microondas na atmosfera para dominar o fluxo do vendo e portanto o fluxo de chuvas furacões e secas, além de poder fazer muito mais. Além do mais os aerossóis contaminam as plantas, frutas, solo, água, e o por fim o próprio ser humano, levando a doenças inimagináveis.

Isso não quer dizer que os humanos não devam tentar inovar melhor para minimizar o impacto negativo que todos temos em nosso lar coletivo. Mas o que não precisamos é de governos espalhando medo e histeria pseudocientíficos sobre a necessidade de coisas como créditos de carbono, o Acordo Climático de Paris e outros golpes de captação de dinheiro que se destinam puramente a criar um sistema de governança global e que não têm nada a ver com a conservação e a proteção do próprio globo.

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)