Notícias Recentes

Governo: Direitos sociais esfacelados, e corporações são privilegiadas

Governo: Direitos sociais esfacelados, e ricos são privilegiados

A principal premissa do governo, é que cada cidadão é definição legal de uma corporação, que é então propriedade de uma corporação maior, o governo , que parece pertencer a uma corporação maior, os criadores do dinheiro ou seja o banco mundial em especifico os que estão em oculto por trás do banco mundial, - então controle o dinheiro e você controla as nações, controle a mídia e você controla a sociedade, controle a comida que você controla o colapso etc... Tenha em mente, que as pessoas são legalmente consideradas como um uma mercadoria ou estoque do governo, que é uma corporação em si. Isso significa que tudo o que você acha que possui, na verdade, é de propriedade do governo, já que ele se considera seu dono.

O objetivo dos governantes nós dias de hoje, é a produção de bens para obter lucros. “Os governantes não está preocupados com as necessidades da sociedade; seu único objetivo é aumentar os lucros dos donos de empresas ”. Por meio do trabalho assalariado, os capitalistas pagam aos trabalhadores o mínimo possível e usurpam deles todo o excedente de seu trabalho, o que é chamado de mais-valia.

A medida em que o governo tem precedência sobre os direitos individuais, é determinada apenas pelo quanto é tolerado e até mesmo abraçado pelas pessoas. E com os governos globais, os meios de comunicação privados e os empreendimentos capitalistas mais poderosos do mundo se unem e colaboram em um único objetivo - controlar e se beneficiar da sociedade - a extensão do pensamento coletivista em jogo hoje é sem precedentes - e perigosa.



O sistema caracterizado pela utilização da força de trabalho do trabalhador escravo/forçado para o enriquecimento dos capitalistas, e é, portanto, um sistema dominador e explorador, uma vez que significa a capacidade e o direito de viver da exploração do trabalho estrangeiro ou escravo, o direito de explorar o trabalho daqueles que não têm propriedade ou capital , e portanto, são forçados a se venderem com o seu poder produtivo para os felizes proprietários de ambos ”.

De acordo com meus próprios estudos, o Brasil é mais especificamente um coletivista oligarquia, uma série de oligarquias interligadas - incluindo corporações financeiras, corporativas, governamentais e religiosas - colaborando e juntando a rede de forma que promova os direitos das instituições e esmague os direitos dos indivíduos, direcionando o poder e afastando o indivíduo para aqueles que silenciosamente puxa as cordas, enquanto manipula as massas para acreditar que é para o seu próprio bem.

Essa relação entre governo e trabalho no mercado não é a mesma para os dois lados, já que os capitalistas vão ao mercado para obter lucro, enquanto os trabalhadores são obrigados a fazê-lo por necessidade de trabalho para sobreviver. O risco de experimentar falta e não ter as condições mínimas de vida. É um “encontro entre uma iniciativa de lucro e outra de fome, entre o senhor e o escravo” .


Os conceitos de “eficiência” e “economia saudável”, prediletos dos ricos e privilegiados, não têm nada a oferecer aos crescentes setores da população que não dão lucro e que são empurrados para a pobreza e o desespero. Se não puderem ser confinados nas favelas, terão de ser controlados de um outro modo qualquer.

Isso também não aconteceu por acaso, pois foi o produto de um longo e complexo engano pelas mesmas pessoas responsáveis ​​por quase todos os outros problemas descobertos por vários pesquisadores independentes . De fato, o sistema legal defeituoso que as pessoas têm sido enganadas em acreditar é real, o que as impede de voluntariamente desistir de seus direitos soberanos como seres humanos naturais, está no centro de toda a conspiração para escravizar a humanidade.

É por isso que os globalistas - e todos os seus lacaios corporativos, da grande rede de tecnologias fazem tudo para criar uma escassez artificial que mantém quase todos os seres humanos vivendo em um ciclo de completa sujeição servil.


E assim segue 





Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)