Ciência falsificada, a revista Forbes agora promove a narrativa enganosa do "aquecimento global"

Ciência falsificada, a revista Forbes agora promove a narrativa enganosa do aquecimento global

Os globalistas, e ambientalistas corruptos, e fabricantes de automóveis, estão a todo custo tentando jogar a narrativa mentirosa do "aquecimento global" tudo como um impasse para culpar as pessoas comuns do planeta, e assim criarem mais regras sobre a sociedade, como por exemplo, uma lei para que todos paguem imposto sobre o dióxido de carbono (CO2). Em outra palavras você terá que pagar para respirar, e por soltar muita flatulência no planeta, pois eles estão criminalizando o CO2 como um poluente, quando na verdade é a "molécula da vida " para as plantas, e seu reflorestamento natural e acelerado. 

Se retirarem o CO2 da atmosfera, entraremos em uma era de colapso alimentar, pois as plantas não crescerão, e não darão os seus benéficos, e nossa terra verde, que se refloresta naturalmente, viraria um completo deserto.

Até os reguladores estão divididos sobre o quão rigorosas são as restrições federais à eficiência de combustível para conter as emissões que os cientistas afirmam serem um grande gatilho para as mudanças climáticas.

Toda a confusão e loucura das mudanças climáticas são baseadas no “consenso” científico de que as emissões de CO2 desencadeiam o aquecimento global, empurrando o planeta para a beira da catástrofe. A grande mídia tem relatado que a mudança climática é um fato estabelecido há vários anos, e que o culpado de tudo isso, é o ser humano, apesar de milhares de cientistas respeitados insistirem que as evidências não apóiam o mito do aquecimento global.

As publicações conservadoras tendem a ser mais objetivas em seus relatórios sobre as mudanças climáticas. Recentemente, a Revista Forbes , um revista que era considera uma das mais prestigiadas do mundo, demonstrou que se afastou de suas raízes conservadoras e abraçou a loucura do aquecimento global.

Em 10 de agosto, a Forbes publicou um artigo bem pesquisado, apresentando a visão de um astrofísico respeitado que acredita que muitos climatologistas estão equivocados em sua compreensão das mudanças climáticas. Em poucas horas, no entanto, os editores da publicação removeram o artigo, observando que ele não cumpria os padrões editoriais .

A recente iniciativa da Forbes de adotar a propaganda enganosa do aquecimento global talvez não seja surpreendente, considerando sua disposição anterior em publicar as mentiras científicas sobre os OGM da Monsanto. Claramente, os poderes da Forbes descartaram a integridade jornalística e permitiram que a revista se tornasse um porta-voz da ciência falsa. 

O que a Forbes relatou inicialmente


Conforme relatado pelo The American Spectator , parece que a Forbes adotou a ilusão da mudança climática para acompanhar a narrativa de aquecimento global dos propagandista da mentira:

O objetivo desse conluio é convencer o mundo em uma crise de aquecimento global que não existe, a fim de implementar uma agenda de extrema esquerda que custaria trilhões de dólares, fará milhões perderem seus empregos, fazer pouco para o mundo real para seu propósito declarado, e magoam mais as pessoas mais pobres do mundo. Somente nos Estados Unidos, essa agenda custaria à família média milhares de dólares a cada ano, se eles ainda tiverem empregos para pagar suas contas.

Nir Shaviv é um astrofísico israelense altamente respeitado que atualmente atua como presidente do Departamento de Física da Universidade Hebraica de Jerusalém . O artigo da Forbes foi amplamente baseado em uma entrevista com Shaviv.

Depois de estudar a pesquisa sobre aquecimento global e os dados em profundidade e consultar colegas cientistas, Shaviv e seus colegas determinaram que, embora os níveis crescentes de CO2 sejam significativos, o sol e a radiação cósmica são os principais contribuintes para as mudanças no clima.

Embora a equipe editorial da Forbes não tenha estipulado exatamente quais partes do artigo eles sentiram que não cumpriam os padrões editoriais, o The Spectator observa:

O que exatamente Shaviv disse para assustar a Forbes a puxar o artigo? Nunca saberemos ao certo, mas talvez tenha sido: “Tudo isso mostra a mesma coisa: a maior parte das mudanças climáticas é causada pelo sol por meio de seu impacto na carga atmosférica. O que significa que a maior parte do aquecimento provém da natureza, enquanto uma duplicação da quantidade de CO2 eleva a temperatura em apenas 1,0 a 1,5 graus. Um estudante de física de calouro pode ver isso.

Obs: Com os aerosóis estratosféricos e a radiofrequência das antenas da HAARP, podem aquecer o planeta em certo ponto, pois são microondas super potentes. Basta olhar para o seu microondas de cozinha, e imagine ele potente milhares de vezes jogando essas ondas na atmosfera do, criando secas, incêndios anômalos, e chuvas anômalas, e furacões etç...

A Loucura do aquecimento global tem efeitos de longo alcance nas políticas governamentais e ambientais e o fato de um climatologista altamente respeitado não concordar que é fato científico é certamente digno de nota. Que triste a Forbes não ter a coragem e a integridade jornalísticas de defender sua história e divulgar os fatos em domínio público.

As fontes incluem:


Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)