Um coquetel tóxico para o seu corpo: As principais substâncias mortais das vacinas

Um coquetel tóxico para o seu corpo: As principais substâncias das vacinas

Não importa em qual lado do debate sobre a vacina você acredita, é fácil entender por que as vacinas de supostamente imunizar, são tão controversas. Ninguém quer obter alguma doença, e ninguém quer que seus filhos sejam vacinados com substâncias químicas altamente perigosas. Embora as vacinas sejam uma ótima idéia em teoria, o fato lamentável é que as toxinas que os fabricantes adicionam nas vacinas são prejudiciais em curto e logo prazo. 

Você provavelmente já está familiarizado com pelo menos uma toxina comum da vacina, o timerosal. Este composto à base de mercúrio tem sido usado em vacinas desde a década de 1930, e a mídia convencional faz o possível para convencer as pessoas de que é seguro. 

Infelizmente, pesquisas independentes mostraram que o timerosal é muito mais tóxico do que o mercúrio que já é perigoso por si só, e os bebês que são expostos a ele podem muito bem acumular níveis tóxicos de mercúrio em seus corpos durante toda a sua vida. Por causa de muitas reações contra o ingrediente, algumas vacinas agora podem supostamente ser alegadas estar livres de timerosal em algumas vacinas, mas essa não é a única toxina que você precisa se preocupar.

Além do timerosal, que outros perigos estão à espreita nas vacinas?

Alumínio nas vacinas 


Os adjuvantes de alumínio são encontrados em muitas vacinas e, por serem considerados parte da vacina como um todo, não são testados individualmente para fins de segurança. Isso é muito ruim porque o alumínio é uma neurotoxina conhecida, e a exposição a ele pode desencadear doenças autoimunes.

Glifosato nas vacinas 


Você provavelmente já ouviu falar sobre os perigos do glifosato. Este herbicida popular também é frequentemente encontrado em vacinas, o que significa que os médicos estão injetando uma substância química que tem potencia cancerígeno, e tem sido associado com pessoas que tem câncer, danos reprodutivos, danos ao fígado e rins e distúrbios do microbioma intestinal. 

Antibióticos nas vacinas 


Antibióticos também podem ser encontrados em vacinas em quantidades de vestígios. Estes podem perturbar o seu microbioma intestinal, enfraquecendo o seu sistema imunológico e tornando-o vulnerável a uma série de doenças. Além disso, quando combinado com a exposição a outros metais pesados ​​encontrados em vacinas, pode torná-lo mais suscetível a superbactérias e bactérias resistentes a antibióticos. 

Metais como chumbo, cádmio e níquel nas vacinas 


Metais como chumbo, cádmio e níquel também foram encontrados em vacinas. Por exemplo, descobriu-se que duas vacinas populares contra o HPV contêm partículas que não foram identificadas na lista de ingredientes , incluindo o chumbo e o alumínio, que podem prejudicar o desenvolvimento e a função cognitiva. Mesmo em baixos níveis de chumbo podem ser tóxicos, e acredita-se que não há quantidade segura de exposição dessas substâncias para ninguém a longo prazo, e muito menos para crianças em desenvolvimento. 

Corante alimentar nas vacinas 


Algumas vacinas contêm até corante alimentar. Pode soar como uma escolha estranha, e é - não há uma boa razão para mudar a cor de uma vacina. No entanto, a vacina para o adenovírus contém uma coloração conhecida como corante de lago de alumínio, amarelo crepúsculo. Como o nome indica, este corante contém alumínio, e também tem compostos causadores de câncer

Embora algumas vacinas de não imunização, possam oferecer o potencial para impedir que doenças evitáveis ​​se espalhem, os fabricantes precisam ser responsabilizados pelos ingredientes que adicionam às vacinas,que supostamente são para proteger, de modo que as pessoas que se vacinam caso sofram danos, possam pelo menos serem indenizadas pelos seus efeitos colaterais, deixando-as paralisadas, ou com efeitos negativos no cérebro e outras condições graves 

Fontes:


Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)