Notícias Recentes

Fundação Rockefeller e Johns Hopkins infectaram humanos com vacina da sífilis : Não é diferente nós dias de hoje!

Fundação Rockefeller e Johns Hopkins infectaram humanos com  vacina da sífilis : Não é diferente nós dias de hoje!

As táticas de engenharia social atualmente utilizadas pelos globalistas genocidas da (Nova ordem mundial), podem ser entendidas se você prestar atenção no que se passa ao seu redor, e ao redor do mundo realizando umas simples ligações entre esses acontecimentos. Essas táticas de engenharia social estão sendo usadas em todo o mundo, tanto internamente (dentro das nações sobre pretextos de ajudar a sociedade) quanto externamente (geopolíticamente entre as nações), tudo como ponto de manobra do mundo em uma ditadura totalitária centralizada . Recomendado: O Coletivismo oligáquico do governo oculto, instituições que ameaça a nossa sobrevivência

Os controladores do poder mundial gostam de usar uma combinação de táticas, mas a linha inferior ou o denominador comum em todas elas é a invenção de ameaças fictícias e a criação intencional de problemas que realmente não existem ou que nunca precisava ter existido. Em outras palavras: medo. E uma das principais formas nos dias de hoje, é a invenção de epidemias de doenças, no qual gera;  REAÇÃO DO POVO = GEME POR UMA SOLUÇÃO = SOLUÇÃO DA INDÚSTRIA+VACINAS = MAIS DOENÇAS COMO RESULTADO - E POR FIM MAIS LUCRO PARA A GRANDE PHARMA COMO RESULTADO FINAL.

À primeira vista, você pode pensar como uma teoria da conspiração, uma reação esperada, condicionada por influências institucionais e da grande mídia convencional manipuladora,e falsificadora de notícias falsas. No entanto, se você olhar mais profundo para o assunto o ajudaria a superar o ceticismo e fazer com que você perceba que as conseqüências de manter o silêncio são muito maiores do que as conseqüências de falar sobre isso, já que nada pior do que viver sob um regime fascista global.

Fundação Rockefeller e Johns Hopkins fizeram experimentos da sífilis com humanos


Hoje em dia populações por todo o mundo se encontra infetadas com essas doenças por conta dessas malditas corporações eugenistas; tenha em mente que a maioria das doenças são intencionalmente inventadas e espalhadas por meio de vacinas, água, alimentos das corporações, bebidas, etç... E consguentemente a Grande Pharma agradece.

Cerca de 800 pessoas lançaram uma ação judicial de um bilhão de dólares em 2015, contra a Universidade Johns Hopkins, a a Fundação Filantrópica Rockefeller, sobre suas experiências terríveis com seres humanos, infectando centenas de guatemaltecos vulneráveis, ​​com doenças sexualmente transmissíveis, incluindo sífilis e gonorréia, durante um programa de experimentos médicos nas décadas de 1940 e 1950. 

A ação também alega que as empresas predecessoras da gigante farmacêutica Bristol-Myers Squibb forneceram penicilina para uso nos experimentos, que eles sabiam ser tanto sigilosa quanto não-consensual.

Ambas as instituições ajudaram a projetar, e apoiar, incentivar, e financiar secretamente as experiências sem o consentimento ou conhecimento das vítimas. Recomendado: Pesquisa do governo confirma que surtos de sarampo são transmitidos pelos vacinados

Os experimentos, que ocorreram entre 1945 e 1956, foram mantidos em segredo até serem descobertos em 2010 por uma professora universitária, Susan Reverby. O programa não publicou nenhuma descoberta e não informou os guatemaltecos que estavam infectados sobre as conseqüências de sua participação, nem forneceu assistência médica de acompanhamento ou os informou sobre formas de prevenir a disseminação de infecções, afirma o processo. 

Órfãos, prisioneiros e pacientes de saúde mental foram deliberadamente infectados nos experimentos. Mais 774 reclamantes, cerca de 60 eram sobreviventes diretos do das terríveis experiências. Muitos morreram como resultado de uma infecção deliberada e outros transmitiram doenças a familiares e parceiros. E isso nos leva aos fatos dos dias atuais :Vacinas estão com vírus mortal sendo inoculados em seres humanos afirma pesquisadora presa apos descobrir

“As pessoas responsáveis ​​pela realização da pesquisa agora estão mortas”, disse Bekman. “Mas os registros estão lá e temos uma documentação detalhada que apóia as alegações em nossa queixa”.

Marta Orellana era órfã de nove anos quando foi incluída nos experimentos. Em uma entrevista com o Guardian em 2011, ela lembrou de ter sido examinada à força por estrangeiros de pele clara e por um médico guatemalteco na enfermaria do orfanato.

"Eles nunca me disseram o que estavam fazendo, nunca me deram a chance de dizer não", disse Orellana. “Eu vivi quase toda a minha vida sem saber a verdade. Que Deus os perdoe.

Incluído dentro da reivindicação legal estão descrições gráficas de alguns dos métodos usados ​​pelos pesquisadores para infectar seus assuntos: Recomendado: Vacinação contra "gripe" é lançada novamente no país, porém veja os riscos que você e sua família estão correndo ao se vacinarem.

Durante os experimentos, ocorreu o seguinte:


  • Prostitutas foram infectadas com doença venérea e, em seguida, fornecidas para sexo aos indivíduos para transmissão intencional da doença;
  • Os indivíduos foram inoculados pela injeção de espiroquetas da sífilis no líquido espinhal que banha o cérebro e a medula espinhal, sob a pele e nas membranas mucosas;
  • Uma emulsão contendo sífilis ou gonorreia foi espalhada sob o prepúcio do pênis em indivíduos do sexo masculino;
  • O pênis de indivíduos do sexo masculino foi raspado e escarificado e depois revestido com a emulsão contendo sífilis ou gonorréia;
  • Uma mulher do hospital psiquiátrico foi injetada com sífilis, desenvolveu lesões na pele e debilitação, e depois teve pus gonorréico de um indivíduo do sexo masculino injetado em ambos os olhos e;
  • As crianças foram submetidas a estudos de sangue para verificar a presença de doença venérea. Recomendados que entre na cessão do Coletividade Evolutiva - Vacinação

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)