Estudo alerta, água engarrafada contem microplásticos tóxicos

Estudo alerta,  água engarrafada contem microplásticos tóxicos

Diziam que nossa água seria tratada pelas agências de tratamentos de água, e que seriam segura. Então permitimos a captação do nosso bem preciso natural, no qual pagamos pelo tratamento e fornecimento, e não pela água - porém sabemos que ela vem para nossa casa carregada do químico que também é encontrado nas pastas de dentes, o famoso flúor . Mas até mesmo a nossa água que é um bem natural gratuito, os governantes com ligações corruptas fortes com as corporações de bebidas, que lucram bilhões, permitem que nossa água seja roubada da sociedade ou de determinado país, pelas corporações de bebidas, e que sejam engarrafadas e vendidas para nós mesmos de volta, um claro absurdo que a sociedade aceitou como um “normal”. Mas isso fica ainda pior, pois ao engarrafar, contaminam a água e fazem suas propagandas na mídia convencional, como a mais pura das águas, o que não passa de uma propaganda de notícia falsa. 

Como revela esse novo estudo, que foi realizado por uma equipe de pesquisa da Orb Media, uma organização sem fins lucrativos, e realizado em um laboratório da Universidade Estadual de Nova York (SUNY), o experimento pesquisou mais de 250 amostras individuais de água engarrafada de 11 marcas. Apenas algumas das garrafas mostraram-se livres de microplásticos, enquanto algumas das embalagens contaminadas continham milhares de pequenos pedaços de plástico, imperceptíveis a olho nu. 

Todas as marcas testadas tinham microplásticos em algumas das garrafas. O maior ofensor veio da Nestlé a lider mundial no roubo de água doce do nosso planeta - segundo a pesquisa, uma garrafa específica da Nestlé Pure Life continha mais de 10 mil partículas por litro de água. 

A Nestlé e a alemã Gerolsteiner, disputaram os resultados do estudo da Orb Media. Ambas as empresas alegaram que testaram seus próprios produtos e encontraram quantidades muito menores de microplásticos na água. 

O estudo realizado usou uma técnica de detecção de partículas desenvolvida pelo pesquisador de bioquímica Andrew Mayes da Universidade de East Anglia (UEA). Ele alertou que a contaminação por microplásticos da água engarrafada pode afetar tanto as garrafas de vidro quanto as garrafas plásticas. 

"O estudo se concentrou principalmente em garrafas de plástico, mas um lote de vidro foi checado para comparação", observou ele em uma entrevista. "Acontece que os de vidro também têm microplásticos ". 

Não há dados suficientes sobre os efeitos de minúsculos plásticos na saúde humana. Mas a Organização Mundial da Saúde anunciou que investigará os possíveis riscos para a saúde de microplásticos . 

Enquanto a maioria dos microplásticos acredita-se que, eventualmente, passam para fora do corpo, os menores pedaços podem acabar aprisionados nos rins, fígado e outros órgãos . Microplásticos deste tamanho são os encontrados na água engarrafada recentemente avaliada. 

A outra preocupação de saúde potencial sobre os microplásticos é a possibilidade de os plásticos liberarem substâncias químicas tóxicas durante sua permanência no interior do corpo. Então os plásticos ainda podem estar causando problemas de saúde muito depois de terem ido embora. 

Notícia Em: / / / / /

Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais