Carros elétricos emitem 11 a 28% a mais de CO2 do que motores a diesel

Carros elétricos emitem 11 a 28% a mais de CO2 do que motores a diesel

A grande mídia, juntamente com os lobistas das corporações tecnológicas afirmam constantemente que os carros elétricos são benéficos para o meio ambiente, por que são emissores de carbono (CO2), porem como todas as indústrias gananciosas por dinheiro e poder, mentem, e se exite algum promovedor do suposto aquecimento global aqui - (que é uma farsa), não é a sociedade, pois são as grandes corporações, que fabricam suas sacolas de plásticos, suas vacinas descartáveis, suas latas metálicas, em fim, a lista é enorme - Por que não são como antigamente, sacolas ecológicos feita de papel não é mesmo? hoje em dia existem tecnologia para criar todo tipo de material degradável no planeta . E se o dióxido de carbono e ruim para o planeta, como diz a grande mídia manipuladora, e os cientistas eugenistas da vida vegetal e humana, então os primeiros a serem punidos e fechados imediatamente teriam que ser as grandes corporações criadoras de lixo não é mesmo? E os cientistas eugenistas também teriam que interromperem suas respirações, por que eles mesmos estão liberando dióxido de carbono ! Recomendado:Dióxido de Carbono sustenta toda a vida na Terra, globalistas dizem ser "poluentes"

Relatório sobre o impacto ecológico dos carros elétricos 

O Instituto  Instituto de Pesquisa Econômica (IFO) na Alemanha acaba de lançar um novo relatório sobre o impacto ecológico dos carros elétricos . Os países membros da União Européia (UE) promovem carros elétricos como salvadores do meio ambiente, mas existem tecnologias mais limpas. Sem mencionar que a diversidade na produção de energia de qualquer país é necessária para sustentar os benefícios da energia limpa a longo prazo. Recomendado: A REDUÇÃO DO CO2 LEVARÁ A FOME EM MASSA E O GENOCÍDIO DE TODA A VIDA NA TERRA


Carros elétricos emitem CO2 mais que os motores a diesel


Os cientistas analisaram a quantidade de energia necessária para produzir baterias para carros elétricos, considerando os requisitos atuais de energia necessárias para recarregar as baterias. Quantias tremendas de energia são necessárias para extrair o lítio, cobalto e manganês necessários para produzir as baterias dos carros elétricos. Este processo requer 11 a 15 toneladas de CO2 apenas para fazer uma bateria Tesla modelo 3 . Quando tudo é contabilizado, os carros elétricos emitem até 180 gramas de CO2 por quilômetro! De acordo com os cientistas, essa emissão de CO2 é “consideravelmente mais do que um Mercedes a diesel em comparação”. Segundo os pesquisadores, um carro elétrico “sobrecarrega o clima de 11 a 28% a mais do que um carro a diesel”.

A equipe de cientistas deixou claro que a Alemanha precisa fazer a transição para veículos movidos a hidrogênio ou motores de combustão alimentados por metano “verde”. A professora Buchal explicou:

 “No longo prazo, a tecnologia de hidrogênio-metano oferece uma vantagem adicional: permite que o excedente de energia eólica e solar gerada durante os picos seja armazenado, e esses excedentes aumentarão à medida que a participação dessa energia renovável aumentar. "

O país também precisa continuar usando os motores de combustão de gás natural ao fazer a transição. Subsidiar veículos movidos a eletricidade somente aumenta as emissões de CO2, tanto na fase de fabricação quanto nos requisitos de energia necessários para alimentar os veículos a longo prazo. A fim de manter os veículos elétricos carregados, todos os países da UE produzem CO2 significativo de sua rede de produção de energia. Por exemplo, para manter os veículos elétricos carregados, a energia é retirada do mix da rede, exigindo mais carvão, mais gás e, consequentemente, mais emissões de CO2. Só porque os veículos elétricos não emitem CO2 nas ruas, isso não significa que suas emissões líquidas de CO2 sejam menores no geral.

Professor Sinn diz: "O governo federal alemão deve tratar todas as tecnologias de forma igual e promover soluções de hidrogênio e metano também."


Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)