Documentos internos vazados mostram que 36 bebês morreram apos receber esta vacina

As vacinas contêm uma combinação de pelo menos   39 diferentes   metais altamente tóxicos,  substâncias cancerígenas, substâncias químicas tóxicas, vírus vivos e geneticamente modificados, bactérias, vírus animais contendo soro contaminado e material genético estrangeiro,

Não é atoa que cada vez mais o que víamos nos filmes, hoje estão se tornando uma realidade verdadeira, com a farsa do aquecimento global, alimentação geneticamente modificadas, ar sendo injetado aerossol químicos etc, tudo ao nosso redor esta girando em torno de mortes, matando silenciosamente e discretamente, e ainda por cima culpando a nós mesmo, no qual não é nossa cupa, mas sim por conta da agenda dos globalistas de redução populacional, por conta disso o que mais vemos na mídia convencional é essa nova palavrinha que cada vez mais se torna frequente na mente das massas, sustentabilidade. 

O que quero dizer com tudo isso é que o objetivo dos globalistas para com a humanidade é reduzir a população global, e controlá-la, e para isso estão usando todos os meios de redução populacional, tais como abortos, vacinas, aquecimento global, no qual não é verdade, mas sim há uma manipulação do clima com armas climáticas, atacando regiões de populações pobres, ou de produção de alimentos. 

Enquanto a ONU fala vagamente em termos de controle populacional sustentabilidade, e que reduzira a pobreza até 2030, os membros dizem que os objetivos reais são ajudar a humanidade, mas o que vemos, e o que está acontecendo é muito pelo contrário, seus planos são muito além do que imaginamos, são muito mais maléficos.

As vacinas contêm 39 diferentes  tóxicos


As vacinas contêm uma combinação de pelo menos   39 diferentes   metais altamente tóxicos,  substâncias cancerígenas, substâncias químicas tóxicas, vírus vivos e geneticamente modificados, bactérias, vírus animais contendo soro contaminado e material genético estrangeiro, contaminantes e adjuvantes extremamente tóxicos, antibióticos não testados, nenhum dos quais pode ser injetado sem causar nenhum dano . Os contaminantes de vacinas incluíram   vírus e bactérias bovinas (vacas), aviários (frangos) e macacos, como estreptococos na vacina DTP (difteria, tétano e tosse convulsa) 

Documento confidencial chocante revela onda de morte infantil 


Documentos confidenciais recentemente vazados revelaram que pelo menos 36 bebês morreram após a administração de uma vacina 6-em-1 fabricada pela gigante farmacêutica GlaxoSmithKline. Essas mortes trágicas ocorreram ao longo de apenas dois anos. 

Iniciativa Citoyenne , uma rede de ativismo de vacinas baseada na Bélgica, relata que o documento de 1200 páginas revelou milhares de reações adversas ocorridas durante as avaliações que aconteceram entre 2009 e 2011. Embora o relatório oficial da GlaxoSmithKline declare que apenas 14 crianças morreram durante os dois anos Durante o período, a Iniciativa Citoyenne (IC) relata que sua própria análise dos dados indica um número muito maior de mortes, mais perto de 36. IC informa que pelo menos 73 crianças morreram desde que a vacina Infanrix Hexa fez sua estréia em 2000. 

Ao ler o relatório, que pode ser visto como um PDF aqui , fica claro que a GSK não tem nenhuma preocupação real pelo envolvimento altamente provável na morte de várias crianças. Na seção 6.4.1, “Casos com um desfecho fatal”, pode-se ler sobre as 14 crianças que a GSK admite ter morrido após a vacinação durante o período de avaliação de 2009-2011. 

Naturalmente, cada morte é descartada. A maioria dessas crianças morreu em poucos dias depois de receber a vacina Infanrix Hexa, com um número impressionante morrendo dentro de um dia. Mesmo quando uma criança morre dentro de 24 horas após receber a vacina, a empresa comenta que “Nenhum evento adverso foi relatado após a vacinação”. Aparentemente, a morte não é um evento adverso para essas pessoas. 

Sob a seção 6.4.1, o caso B0605003A é descrito. O relatório diz: 

Este caso foi relatado pela autoridade reguladora italiana e descreveu a ocorrência de parada cardíaca em uma criança de 2 meses de idade que foi vacinada com uma dose não especificada de Infanrix hexa ™ em 10 de agosto de 2009. Menos de um dia após a vacinação, o indivíduo experimentou convulsões. O sujeito foi hospitalizado de 14 de agosto a 19 de agosto de 2009. No momento da notificação, o evento foi resolvido com sequelas. O último episódio de convulsão foi em 18 de outubro de 2009. O bebê apresentou um crescimento regular, mas um retardo motor leve em relação à idade. Seu peso foi de 7,10 kg. Testes diagnósticos como cariótipo, ultrassonografia, tomografia axial computadorizada e ressonância nuclear magnética foram negativos. Ela foi tratada com Luminalette. De acordo com as informações de acompanhamento recebidas em 01 de junho de 2010, 

A empresa respondeu a isso chamando-o de "Caso de morte inesperada súbita na infância (SUDI)". 

Toda vez que uma criança morre depois de ser vacinada, a indústria insiste que é apenas uma “morte súbita”. Há vários relatos de bebês saudáveis ​​e felizes morrendo em apenas 24 horas após a vacinação. E ainda assim, a GSK continua afirmando que essas mortes são de alguma forma “naturais” ou sem causa, e não um resultado direto de injetar recém-nascidos delicados com meia dúzia de diferentes variedades virais, adjuvantes de alumínio e um monte de outros ingredientes perigosos. 

As vacinas são um coquetel de toxinas 


Escrevendo para a Green Med Info , a Christina England relata que a vacina Infanrix Hexa é carregada com ingredientes desagradáveis. Um bando de patógenos nocivos, metais e outros produtos químicos estavam sendo injetados em bebês com apenas dois ou três meses de idade - e a indústria espera que acreditemos que essas injeções são seguras , mesmo depois que os bebês morrem. 

Como reportado: 

Essa tragédia não surpreende, dado os ingredientes da vacina listados no folheto informativo do produto GSK Infanrix Hexa, que raramente é dada aos pais a oportunidade de ler antes da vacinação, incluindo substâncias não infecciosas do tétano, bactérias diftéricas, proteínas purificadas da bactéria pertussis, proteína de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg, derivado de células de levedura geneticamente modificadas) e poliovírus inativado. 

Cada dose de 0,5 mL contém os seguintes ingredientes: 

  • toxóide da difteria 
  • toxóide do tétano 
  • toxóide da tosse convulsa 
  • hemaglutinina filamentosa 
  • pertactina 
  • proteína HBsAg recombinante 
  • poliovírus tipo 1 
  • poliovírus tipo 2 
  • poliovírus tipo 3 
  • polissacarídeo capsular purificado de Hib ligado covalentemente ao toxóide tetânico 
  • hidróxido de alumínio 
  • fosfato de alumínio 
  • 2-fenoxietanol, lactose 
  • Médio 199 
  • neomicina 
  • polimixina 
  • polissorbato 80 
  • polissorbato 20 
  • cloreto de sódio 
  • agua 

Além das preocupações práticas de injetar um recém-nascido com múltiplas cepas virais de uma só vez, existem vários ingredientes perigosos nesta lista. Alumínio, por exemplo, é uma neurotoxina conhecida que é capaz de causar uma série de efeitos colaterais e resultados negativos na saúde. Pesquisas recentes ligaram os depósitos de alumínio no cérebro ao declínio cognitivo, e algumas pesquisas mostraram que ele também pode causar autismo

Mesmo os ingredientes que soam menos ameaçadores, como o “polisorbato 80”, podem na verdade ser bastante prejudiciais. Nas vacinas, o polissorbato 80 é utilizado como emulsionante, mas em farmacologia, o composto é utilizado para auxiliar no transporte de certos fármacos através da barreira hematoencefálica. Você pode ver onde isso poderia se tornar problemático, dada a neurotoxicidade de outros ingredientes da vacina, como o alumínio. Uma vez que o polisorbato 80 se decompõe, pode continuar a causar problemas. Esse ingrediente isolado está potencialmente ligado a dezenas de resultados adversos na saúde - e ainda devemos acreditar que os coquetéis de vacina são seguros. 


Fontes; 




Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais


Ao contrário da mídia convencional , o Coletividade Evolutiva é independente, e temos como objetivo mostrar a verdade e tornar as histórias publicas. Por favor apoie o Coletividade Evolutiva, com uma doação para ajudar na evolução do site, e manter nosso trabalho vivo!


Notícias Relacionadas Recomendadas