Porque o movimento dos franceses chamado coletes amarelos é um despertar para nós

Porque o movimento dos franceses chamado coletes amarelos é um despertar para nós

É incrível o poder das massas quando estão despertas para com os poderes de alto escalão que supostamente nos representam em meio a uma nação supostamente democrática. Como já esperados por muitos despertos, a mídia convencional quando se trata de protestos, eles geralmente tem suas estrategias de desfocar a verdadeira razão pelo o qual esta acontecendo, e centrar apenas em alimentar as mentes das massas subliminarmente, que protestos são violentos, que são ruaceiros, ou que são destruidores de patrimônio “publico”, quando na verdade são os próprios lideres que destrói a nação e deixa o povo na miséria. 

Mas na verdade o povo está tão adormecido que são tachados de todas as formas, e nem se quer percebem o cerco se fechando para uma extrema pobreza e morte – enquanto por outro lado os bilionários surgindo com mais riquezas. Pessoalmente percebo uma larga abertura que está se formando em nossa sociedade, que é, quem é rico mais rico será, e quem é de classe média ou pobre, mais ainda sobrevive com seu trabalho, se tornando extremante pobre de uma só vez, ao qual levara mais violência em meio a sociedade, e consequentemente mais uma razão para os globalistas da agenda 2030 exterminarem a população pobre do planeta pela agenda dos globalistas eugenistas. 

Nossos países supostamente nos apresentado como "democráticos", não é tão simples assim. Se não tiver razão para rotular os manifestantes como violentos, ou destruidores de “patrimônio publico”, então a mídia teria que focar no seu real proposito e consequentemente os lideres teria que dar ouvidos ao povo manifestante . É por isso que uma tática testada e comprovada tem sido radicalizar os protestos instruindo os mercenários violentos a se infiltrarem no movimento e orientar as manifestações a enlouquecer para que possa da as autoridades legitimidade de aplicar uma mancha violenta em toda a manifestação e legitimar uma polícia,violenta ao qual está ali aparentemente para proteger o povo - mas na verdade para defender o estado e não o povo. 

Porque os protestos dos franceses chamado colete amarelos tem que ser um despertar para nós 


A simpatia da polícia parece ser o que está acontecendo no Movimento de Colete Amarelo da França ( Mouvement des gilets jaunes), e pode ser um sinal muito revelador do que está por vir. 

O movimento Colete Amarelo começou com uma petição publicada em maio de 2018, mas só entrou em ação no sábado, 17 de novembro. O movimento não é apenas visível nas grandes cidades, mas também se mobilizou nas áreas rurais. Começou com um aumento nos preços do gás com base nas tentativas de Emmanuel Macron de implementar o famoso imposto sobre o carbono, e pedem a demissão de Macron também.Conflitos e confrontos resultantes em Paris foram os piores em mais de uma década. O “colete amarelo” foi escolhido como um símbolo porque todos os motoristas foram obrigados por lei - desde 2008 - a ter coletes de alta visibilidade em seus veículos durante a condução. Como resultado, os coletes refletivos tornaram-se amplamente disponíveis, baratos e simbólicos. 

Os Protestos dos Coletes Amarelos estavam trazendo um despertar para coletiva social sobre as mais recentes medidas de austeridade econômica que impactaram os preços da gasolina para a classe média trazida pela implementação do imposto sobre o carbono. A elite, previsivelmente, deve ter enviado os "mercenários" para instaurar a violência; e a mídia convencional consequentemente focaria principalmente na violência de carros queimados e vitrines quebradas. 

Não acredita? Olhe para todas as manchetes tradicionais. Como de costume, eles são todos sobre violência e como a ordem será restaurada (ordem do caos, ordem do caixão, a estratégia atemporal da elite). Enquanto isso, a verdadeira razão pela qual tantos cidadãos comuns se dão ao trabalho de protestar está enterrada em algum lugar do artigo e dá pouca importância. Macron do New York Times inspeciona os danos após os protestos do colete amarelo, como a França precisa de uma estado de emergência 'é um exemplo típico. 

Temos que nos perguntar: um movimento popular de cidadãos preocupados com a lei (que a maioria dos cidadãos é) motiva esses cidadãos comuns a incendiar o carro de alguém? Como a destruição do carro de outro cidadão pode realmente ajudar o movimento? Pilotando e quebrando vitrines? Por que os cidadãos cumpridores da lei tirariam suas frustrações dos vendedores de varejo inocentes? Os cidadãos comuns tentariam prejudicar civis com bombas e ataques de gás? 

O movimento “Coletes Amarelos” está pressionando Macron para reverter sua decisão de aumentar os impostos sobre o combustível. O presidente diz que eles são necessários para combater a mudança climática. E aqui reside o dilema para Macron. Ele está muito hesitante em desistir de sua implementação do imposto sobre carbono porque a implementação do imposto sobre o carbono foi a principal razão pela qual Macron foi levado ao poder pela elite em uma eleição fraudada .

"A maioria dos policiais apóia manifestantes de colete amarelo"


Este artigo de RT detalha o que quase nenhuma mídia convencional  jamais admitiria: que a maioria da polícia concorda com o movimento. Alexandre Langlois, o secretário-geral do sindicato da polícia de VIGI, é citado dizendo o seguinte:

A maioria de nós apoia os  (coletes amarelos), porque seremos diretamente afetados por qualquer aumento nos preços dos combustíveis. A maioria de nós não pode viver onde trabalhamos, porque é muito cara, ou estaríamos prendendo nossos vizinhos da porta ao lado, por isso dirigimos distâncias significativas. Nossas contribuições estão aumentando em várias áreas, mas não há aumentos salariais proporcionais ... É difícil aceitar essas medidas cruéis. ”

Além de ter empatia com os manifestantes, Alexandre Langlois parece indicar uma crescente conscientização por parte da força policial em termos de seu papel no controle dos protestos, e como eles podem não estar alinhados com seus superiores. Enquanto ele não afirma abertamente que os manifestantes mais violentos são enviados pela autoridade para criar uma percepção diferente sobre o movimento como um todo, ele parece deixar claro que os "elementos radicais" não representam a verdadeira natureza ou motivação dos protestos.

Alexandre Langlois concorda que o movimento foi explorado por elementos mais radicais, mas diz que os policiais ainda estão relutantes em serem enviados contra os coletes amarelos, que tiraram seu nome das jaquetas de trabalhadores de estrada de alta visibilidade que escolheram como seu símbolo. "É difícil, porque em nosso coração apoiamos os manifestantes", disse Alexandre Langlois. “Os policiais designados dizem a si mesmos: 'Vamos novamente parecer vilões, como cães de ataque para o ministério e o governo'”. 

Enquanto Alexandre Langlois é claro que algumas áreas, como o coração da capital francesa, são arenas voláteis e perigosas para manifestações, ele também culpa os superiores por repetidamente maltratar a resposta. “Nossos colegas no terreno não têm liberdade operacional, eles estão apenas seguindo ordens emitidas por aqueles que estão sentados em outro lugar na sede da polícia. Pelo menos uma vez estaria certo se a culpa fosse atribuída aos patrões, não àqueles nas ruas, que estão fazendo o que podem ”, disse Alexandre Langlois

Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais