Patente dos EUA confirma manipulação mental através do seu computador e TV

Patente dos EUA confirma manipulação mental através do seu computador e TV

A Ciência evolui a níveis jamais imagináveis nos últimos anos, e juntamente com ela, a tecnologia, e  quando são usados em conjunto e equilibrado com a natureza, pode ser uma ferramenta muito boa para as diversas áreas da sociedade. Quase todo o nosso entendimento sobre o universo, o corpo humano e a natureza da realidade - para citar alguns - podem ser atribuídos a alguma forma de empreendimento científico e tecnológico, que certamente fala com a benevolência inerente a tais práticas. No entanto, quando vistos como oniscientes e empregados muito além do que os parâmetros da ordem natural do mundo permitem, a grande ciência "deus" pode se tornar um elemento maquiavélico.

transmissões eletromagnéticas do cérebro


É exatamente por isso que em hospitais e aviões, proíbem o uso de telefones celulares, porque suas transmissões eletromagnéticas podem interferir em dispositivos elétricos sensíveis. O cérebro também poderia cair nessa categoria? Naturalmente, todos os nossos pensamentos, sensações e ações surgem da bioeletricidade gerada pelos neurônios e transmitidos através de circuitos neurais complexos dentro do nosso crânio. Os sinais elétricos entre os neurônios geram campos elétricos que se irradiam para fora do tecido cerebral como ondas elétricas que podem ser captadas por eletrodos que tocam o couro cabeludo de uma pessoa. 

Ondas cerebrais mudam com a atividade mental consciente e inconsciente de uma pessoa saudável e estado de excitação. Mas os cientistas podem fazer mais com ondas cerebrais do que apenas ouvir o cérebro em funcionamento - eles podem controlar seletivamente a função cerebral por estimulação magnética transcraniana ( TMS ). Essa técnica usa poderosos pulsos de radiação eletromagnética emitidos no cérebro de uma pessoa para bloquear ou excitar determinados circuitos cerebrais. 

Patente confirma manipulação através do computador e televisão 

No resumo , é explicado da seguinte forma; 

“Efeitos fisiológicos foram observados em um sujeito humano em resposta à estimulação da pele com campos eletromagnéticos fracos que são pulsados ​​com certas freqüências próximas de ½ Hz ou 2,4 Hz, de modo a excitar uma ressonância sensorial. Muitos monitores de computador e tubos de TV, ao exibir imagens pulsadas, emitem campos eletromagnéticos pulsados ​​de amplitudes suficientes para causar tal excitação. Portanto, é possível manipular o sistema nervoso de um sujeito por meio de imagens pulsantes exibidas em um monitor de computador ou aparelho de TV próximos. Para este último, a pulsação da imagem pode estar embutida no material do programa, ou pode ser sobreposta pela modulação de um fluxo de vídeo, seja como um sinal de RF ou como um sinal de vídeo. 

A invenção refere-se à estimulação do sistema nervoso humano por um campo eletromagnético aplicado externamente ao corpo. Um efeito neurológico dos campos elétricos externos foi mencionado por Wiener (1958), em uma discussão sobre o agrupamento de ondas cerebrais por interações não-lineares. O campo elétrico foi projetado para fornecer "conduto elétrico direto ao cérebro". Wiener descreve o campo como configurado por uma tensão de 10 Hz 400 V AC aplicada em uma sala entre o teto e o solo. Brennan (1992) divulgou na Pat. U.S. No. 5.169.380, um aparelho para atenuar perturbações nos ritmos circadianos de um mamífero em que um campo eléctrico alternante é aplicado através da cabeça do sujeito por dois eléctrodos colocados a uma curta distância da pele.

Sistema nervoso

Nosso sistema nervoso representa uma rede de comunicações do organismo. É formado por um conjunto de órgãos do corpo humano que possuem a função de captar as mensagens, estímulos do ambiente, "interpretá-los" e "arquivá-los". Consequentemente, ele elabora respostas, as quais podem ser dadas na forma de movimentos, sensações ou constatações. O Sistema Nervoso está dividido em duas partes fundamentais: sistema nervoso centrale sistema nervoso periférico. 

O Sistema Nervoso é constituído pelo encéfalo e pela medula espinhal, ambos envolvidos e protegidos por três membranas denominadas meninges. Basicamente nosso sistema nervoso controla tudo em nosso corpo, produzindo os estímulos nervosos que controlam as atividades vitais como os movimentos respiratórios, os batimentos cardíacos e os reflexos, como a tosse, o espirro e a deglutição. Também esta ligado a medula espinha e varias outras partes do corpo, sua função é conduzir os impulsos nervosos do restante do corpo para o cérebro e coordenar os atos involuntários (reflexos). 

Como vimos no projeto MK ultra, forças de alto escalão vem buscando a anos o controle sobre a mente dos humanas, no entanto o que nos parece logo acima não estamos longe disso, pois programações mentais são realizadas o tempo todo, somos bombardeados com propagandas, com jornais e suas reportagens incitando a violência, novelas, filmes, todos esses programas, celebridades, ídolos etç ... de alguma forma ou de outra, nos modifica emoções e pensamentos consciente ou inconciente. 

Lembre-se do ditado do sábio chinês Lao-Tzu, que disse que "Os símbolos governam o mundo, não as regras ou as leis"? Os símbolos se comunicam a um nível mais profundo do que as palavras, porque são decodificadas pelo cérebro direito e intuitivo(emocional), enquanto que as palavras são decodificadas pelo cérebro lógico esquerdo. Os símbolos podem penetrar mais profundamente em nosso subconsciente.
Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais