Beija-flores e abelhas estão sendo expostos a pesticidas neonicotinóides – Pode gerar uma crise na produção de alimentos

Beija-flores e abelhas estão sendo expostos a pesticidas – Pode gerar uma crise na produção de alimentos

É bem simples para entender a importâncias das abelhas e outros para nosso mundo ambiental: cerca de 87% de todas as plantas com flores são polinizadas por animais, e isso inclui 70% das culturas alimentares mais produzidas no planeta. Somente as abelhas são responsáveis ​​pela polinização de uma em cada três mordidas de comida que ingerimos. Sem polinizadores como abelhas, pássaros e morcegos, enfrentaríamos uma crise avassaladora na produção dos alimentos necessários para alimentar os habitantes da Terra. 

Simplificando isso a Polinização é o ato da transferência de células reprodutivas masculinas (núcleos espermáticos) através dos grãos de pólen(espermatozoides das plantas) que estão localizados nas anteras de uma flor, para o receptor feminino (estigma) de outra flor (da mesma espécie), ou para o seu próprio estigma. Pode-se dizer que a polinização é o ato sexual das plantas espermatófitas, já que é através deste processo que o gameta masculino pode alcançar o gameta feminino e fecundá-lo. 

Até agora, a maioria de nós está ciente da crise mundial referida como o colapso das colméias de abelhas (CCB), e o fato de que as abelhas - que são responsáveis ​​por mais polinização do que qualquer outra espécie - estão sendo eliminadas em grande escala. Vários fatores são responsáveis ​​por este colapso, mas especialistas concordam que as duas causas mais proeminentes são a perda de habitat e o uso de pesticidas, particularmente os neonicotinóides, ( uma classe de insecticidas derivados da nicotina.) como acetamipride, clotianidina, imidaclopride, nitenpiram, nitiazina, tiaclopride e tiametoxam. 

Mas não são apenas as abelhas que estão sendo afetadas pelos neonicotinóides (também conhecidos como neonicos). Um estudo recentemente publicado na revista Environmental Toxicology & Chemistry (Toxicologia Ambiental e Química)confirmou que tanto os beija-flores quanto as abelhas - também importantes polinizadores - estão sendo expostos ao neônio e outros pesticidas e também estão em perigo 

As abelhas e beija-flores agora também sob ameaça 


Para determinar os efeitos de neonatos e organofosforados (outra classe de pesticidas) em polinizadores aviários como abelhas e beija-flores, os investigadores obtiveram partículas fecais e fluido cloacal de beija-flores que fazem a sua casa perto de campos de mirtilo na Colúmbia Britânica, Canadá. Eles também coletaram abelhas, pólen, folhas de mirtilo e flores de fazendas de mirtilo convencional e orgânico na área. 

Science Daily relatou: 

Os pesquisadores detectaram pesticidas e compostos relacionados no líquido cloacal e pelotas fecais de beija-flores, revelando pela primeira vez que os beija-flores estão expostos e acumulam exposições de pesticidas de vários tipos. Além disso, as abelhas, o pólen e as flores de mirtilo continham pesticidas, com a maior concentração do inseticida imidaclopride no pólen de fazendas orgânicas. 
"Beija-flores e abelhas são importantes polinizadores de plantas silvestres e agrícolas e eles sobrevivem a cada dia no fio da navalha devido às suas altas necessidades de energia", explicou a principal autora do estudo, a Dra. Christine Bishop, do Environment and Climate Change Canada(Meio Ambiente e Mudança Climática). “A exposição a pesticidas nesses animais pode ter impactos em sua saúde e nos serviços ecossistêmicos que eles fornecem aos seres humanos e à vida selvagem.”

Com as abelhas já sob séria ameaça, o fato de abelhas e beija-flores também estarem mostrando evidências de envenenamento por pesticidas é muito sério e levanta a questão sobre se outros polinizadores também estão sendo afetados. Se algo não for feito em breve, poderemos enfrentar uma grave crise de produção de alimentos em um futuro muito próximo. 

Fontes para este artigo incluem: 

Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais