A cafeína tem valor terapêutico no tratamento da depressão? - Coletividade Evolutiva

A cafeína tem valor terapêutico no tratamento da depressão?

A cafeína tem valor terapêutico no tratamento da depressão?

O café é uma bebida mundialmente conhecida, considerada por muitas pessoas uma bebida que não pode falta na rotina matinal. Existem vários estudos por ai que afirma que o café é uma bebida benéfica e outros que são contra, mas o que a maioria dos pesquisadores concordam ´´e que a bebida com o seu teor de cafeína, na verdade traz muitos benefícios para pessoas que sofrem de depressão. 

Não é apenas um pequeno estudo que diz isso. Vários estudos em vários países, todos envolvendo milhares de participantes, declaram que o café é eficaz contra a depressão. Alguns até descobriram que quanto maior o consumo desta bebida, muitas vezes amargo, menor o risco de uma pessoa cometer suicídio. 

O que causa a depressão ainda não se sabe, especialistas não descobriram a razão exata dessa doença. Uma teoria é que é causada pela inflamação do cérebro. Esta inflamação é a resposta imune natural do cérebro à presença de patógenos causadores de doenças. No entanto, muito dele por muito tempo pode ter consequências negativas, entre as quais a depressão. 

O café contém vários compostos anti-inflamatórios, incluindo ácido clorogênico, ácido ferúlico, ácido cafeico, ácido nicotínico, trigonelina, ácido quinolínico, ácido tânico e ácido pirogálico. Esses produtos químicos reduzem a inflamação no cérebro, atenuando os sintomas da depressão como resultado. 

Cafeína e os neurotransmissores do cérebro 

Para entender outra explicação dos possíveis efeitos da cafeína no cérebro, é importante ter em mente que essa substância é tecnicamente uma droga psicoativa. Ela afeta o humor, o comportamento e a função cerebral geral da pessoa. 

Há outra teoria sobre a origem da depressão, que atribui a um desequilíbrio nos neurotransmissores serotonina e dopamina. A maioria dos pacientes com depressão tem baixos níveis de serotonina, mas outros apresentam níveis reduzidos de dopamina. 

Pacientes com baixos níveis de serotonina freqüentemente mostram sinais de ansiedade. Aqueles que têm baixos níveis de dopamina exibem letargia e falta de motivação. Curiosamente, as pessoas da última categoria tendem a se automedicar usando cafeína, pois a substância é notada por sua capacidade de aumentar os níveis de dopamina e melhorar o humor. 

Por outro lado, enquanto a ingestão de cafeína aumenta temporariamente os níveis de serotonina, a ingestão a longo prazo da substância realmente esgota a serotonina no organismo. Em pessoas com depressão baseada na serotonina, isso pode levar a sintomas agravados.

Quando a cafeína não é recomendada? 

Enquanto a cafeína beneficia as pessoas com depressão, seus efeitos benéficos não são para todos. Aqui está uma lista de pessoas que talvez não experimentem nenhum benefício de beber café: 
  • Aqueles com ansiedade e transtornos psiquiátricos - Como mencionado acima, a cafeína pode piorar a ansiedade. Pode também ter efeitos negativos em pessoas com condições psiquiátricas, como transtorno bipolar e esquizofrenia. De fato, alguns estudos descobriram que fazer com que pacientes esquizofrênicos parem de cafeína ajudou a melhorar seus sintomas. A cafeína também inibe os neurotransmissores envolvidos no relaxamento, o que coloca as pessoas com ansiedade em maior risco de sofrerem seus sintomas como resultado do estresse. 
  • Aqueles com insônia - A cafeína também bloqueia a adenosina, um neurotransmissor que regula os sentimentos de cansaço e sonolência. Isso pode piorar os sintomas de pessoas com insônia que, por causa de sua condição, já têm dificuldade em adormecer. 
  • Aqueles que tomam antidepressivos - A cafeína reage negativamente com mais de 90 tipos de medicamentos. Aumenta os efeitos de certos medicamentos antidepressivos, enquanto os medicamentos podem prolongar os efeitos da cafeína. Isso pode resultar em maiores surtos de ansiedade, bem como convulsões e síndrome da serotonina, uma condição com risco de vida caracterizada por febre, batimento cardíaco irregular, pupilas dilatadas, sudorese e até inconsciência. 
Fontes incluem:
/psychiatry.news
BeBrainFit.com
MayoClinic.org
Se inscreva por e-mail e receba nossas novas atualizações em seu e-mail


Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um ávido pensador livre, eu partir em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais


Deixe um comentário sobre isto!