Adquira agora o e-book CULTIVANDO HORTA ORGÂNICA e  apenda tudo sobre o cultivo de hortas, do básico ao avançado,  desde o plantio até a colheita.
Saúde e medicina

Quais exercícios ajudam a nossa saúde mental

Saúde e medicina: Quais exercícios ajudam a nossa saúde mental... “Mente sã, corpo são”. A frase do poeta e filósofo Juvenal é bastante conhecida. E um estudo da startup nova-iorquina de saúde mental Spring Health parece por um “e vive-versa” no final da colocação do pensador romano. Segundo a pesquisa, números comprovam e indicam quais atividades físicas mais ajudam no desenvolvimento da saúde mental.

Coletividade Evolutiva
Compartilhe:

“Mente sã, corpo são”. A frase do poeta e filósofo Juvenal é bastante conhecida. E um estudo da empresa startup nova-iorquina de saúde mental Spring Health - Segundo a pesquisa, números comprovam e indicam quais atividades físicas mais ajudam no desenvolvimento da saúde mental.

Publicado na revista científica "Lancet Psychiatry", o estudo quis saber dos participantes quantos dias eles se exercitaram no mês anterior, qual a duração média desses exercícios e como se sentiram, mentalmente, durante o período.

Um total de 1,2 milhão de norte-americanos foram ouvidos, por meio de formulários dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, portanto, por a pesquisa não ter sido feita em um ambiente controlado, ela apenas indica a relação entre os exercícios e a saúde mental. Não foi possível saber, por exemplo, se nos dias em que as pessoas se sentem mal mentalmente são os mesmos em que não tiveram prática esportiva.

O estudo foi capitaneado por Adam Chekroud, cientista-chefe e cofundador da Spring Health e professor assistente de psiquiatria na Universidade de Yale.

“Em geral, as pessoas que fizeram exercícios relataram ter dois dias de sensação mental ruim no mês anterior, frente a 3,4 dias para aqueles que não praticaram nenhuma atividade física. Isso se traduz em uma melhoria de 43% na saúde mental para aqueles que se exercitaram”, defende Chekroud.

Veja, na galeria de fotos abaixo, as atividades que mais promovem o bem-estar mental:
Tarefas domésticas: 11,8%

Tarefas domésticas: 11,8%
Caminhada: 17,7%

Caminhada: 17,7%

Natação ou esportes aquáticos em geral: 18%
 Natação ou esportes aquáticos em geral: 18%

Esportes e atividades recreativas: 18,9%
(Se ioga e tai chi fossem retiradas dessa categoria e colocadas numa categoria à parte, conseguiriam 22,9% de efetividade devido ao efeito mindfullness)

Esportes e atividades recreativas: 18,9% (Se ioga e tai chi fossem retiradas dessa categoria e colocadas numa categoria à parte, conseguiriam 22,9% de efetividade devido ao efeito mindfullness)

Corrida ou jogging: 19%

Corrida ou jogging: 19%

Exercício aeróbico ou ginástica (não incluindo ciclismo ou corrida): 20,1%

Exercício aeróbico ou ginástica (não incluindo ciclismo ou corrida): 20,1%

Ciclismo: 21,6%

Ciclismo: 21,6%

Esportes de equipe: 22,3%

Esportes de equipe: 22,3%


Publicidade
Publicidade
Publicidade
Veja mais sobre: , ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:

: Ao reproduzir este artigo: Uso não comercial OK, cite | coletividade-evolutiva.com.br | com um link clicável. Siga Coletividade Evolutiva nas | REDES SOCIAIS | Coletividade Evolutiva: Com censura ininterrupta e ataques da gigante da tecnologia à mídia independente, as doações dos leitores são essenciais para manter Coletividade Evolutiva online. Então, se você gosta de informações como as que publicamos, por favor, considere fazer uma doação. Obrigado e que Deus eterno abençoe. — Fábio Allves - ajude manter nosso trabalho com uma | DOAÇÃO |
Coletividade Evolutiva

Autor: Coletividade Evolutiva

Visa informar a sociedade de forma que possa ajudar no despertar, enxergar através das cortinas que limitam o pensamento, quebrando assim, as velhas formas de pensar. Examina o que percebe como os problemas mais importantes da sociedade atual, publica possíveis soluções e alternativas que podem ajudar a reconstruir a sociedade por meio do despertar e pensamento. Publica informações que desafia o pensamento e os preconceitos sem descuidar das principais regras que regem.

MAIS RECENTES