Tiririca se despede do Congresso e desabafa: 'Vergonha disso aqui' (VÍDEO)

Sociedade e governo: Tiririca se despede do Congresso e desabafa: 'Vergonha disso aqui' (VÍDEO) - Profissional circense, Tiririca se elegeu com uma ampla votação em 2010 e em 2014. Em ambas as campanhas, utilizou chamadas cheias de humor e, de acordo com especialistas, acabou recebendo muitos votos por, entre outras coisas, ser visto como um destinatário do chamado "voto de protesto", dada o descrédito da classe política brasileira. O desencanto que o fez ser eleito por dois mandatos acabou atingindo o próprio Tiririca, que exaltou o fato de que "apenas oito deputados" podem ser considerados, e ele, "um palhaço de circo", está entre eles.

Fabio Allves


Eleito com o lema "pior do que está não fica", o deputado federal Tiririca (PR-SP) precisou de sete anos na Câmara dos Deputados para subir pela primeira – e segundo ele, última vez – na tribuna e falar para os demais parlamentares. E as palavras dele foram duras.

"Saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, tem gente boa aqui, mas gostaria de fazer um pedido: vamos olhar mais pelo nosso país, pela nossa saúde, pelo nosso povo […]. Estou decepcionado com a política brasileira, com muitos de vocês. Deixo meu abraço, aprendi muitas coisas boas com alguns veteranos, sofri preconceito", disse.
Resultado de imagem para deputado tiririca discurso de despedida
NILSON BASTIAN / CÂMARA DOS DEPUTADOS
Profissional circense, Tiririca se elegeu com uma ampla votação em 2010 e em 2014. Em ambas as campanhas, utilizou chamadas cheias de humor e, de acordo com especialistas, acabou recebendo muitos votos por, entre outras coisas, ser visto como um destinatário do chamado "voto de protesto", dada o descrédito da classe política brasileira.

O desencanto que o fez ser eleito por dois mandatos acabou atingindo o próprio Tiririca, que exaltou o fato de que "apenas oito deputados" podem ser considerados, e ele, "um palhaço de circo", está entre eles.

"Nunca brinquei aqui […]. Não fiz muita coisa, mas fiz o que sou pago para fazer: estar aqui, votar de acordo com o povo. Saio de cabeça erguida, muitos de vocês não sabem o que é passar fome, precisar de um hospital público. Sou um artista popular e estou político", declarou.

O parlamentar destacou que não sairá candidato nas eleições de 2018, e que aprendeu muito no Congresso. Contudo, em suas viagens como artista pelo país, Tiririca disse ter visto muitos problemas enfrentados pela população – citou a internação da mãe em um hospital público, em Fortaleza. E atacou a atitude de muitos colegas.

"É uma vergonha. Está vergonhoso. A mecânica daqui é louca, e eu costumo dizer que o parlamentar trabalha muito e produz pouco. A gente é bem pago, a gente tira R$ 23 mil livres, tem apartamento, direito a carro… a gente tem toda essa mordomia, sem falar na 'carteirada' que muitos de vocês… eu ando de cabeça erguida. Para o povo, isso aqui é uma vergonha", sentenciou.

Terminado o discurso de aproximadamente sete minutos, Tiririca foi aplaudido por um plenário esvaziado. Pelas suas palavras, a ideia de que "pior do que está não fica" não se sustentou, passados sete anos de idas e vindas pelos corredores da Câmara.

Fonte:
https://br.sputniknews.com/

Continue lendo após publicidade
Continue lendo após publicidade

Compartilhe :Tiririca se despede do Congresso e desabafa: 'Vergonha disso aqui' (VÍDEO)

Tags:[Coletividade Evolutiva] Brasil | Governo | Sociedade | Sociedade e governo
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Por favor, considere apoiar o nosso site.

Autor: Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.