Doutor revela tudo sobre a sua colonoscopia,diverticulose, hemorróidas ou ambas

Na maioria dos casos, você não saberá que eles estão lá. Mas se as coisas mudam, os remédios caseiros geralmente ajudam.
Na maioria dos casos, você não saberá que eles estão lá. Mas se as coisas mudam, os remédios caseiros geralmente ajudam.
O Dr. Kyle Staller é um gastroenterologista em Boston, Massachusetts e é afiliado ao Hospital de Massachusetts General. Ele recebeu seu diploma de medicina da Harvard Medical School e foi na prática entre 6-10 anos. Ele é um dos 60 médicos do Hospital Geral de Massachusetts que se especializam em Gastroenterologia.

O Dr , Kyle Staller explica, que mesmo que você não tenha aparentemente o câncer ou o pólipos precancerosos, ele revela que embora você não tenha nenhum sintoma aparentemente, você sim possui diverticulose e hemorróidas.

O Dr Kyle diz para não se preocupar, pois ambas as condições são comuns e geralmente não causam problemas.

Segue aqui suas explicações 

Diverticulose

O Dr. Staller. diz que diverticulose é o termo usado para descrever a presença de diverticulas - estruturas semelhantes a bolsas que às vezes se formam na parede muscular do cólon que converge  para fora. "Entre 40% e 60% das pessoas os tem, e eles ficam mais comuns à medida que envelhecemos. Eles tendem a se agrupar no cólon sigmóide, logo acima do reto", 

A diverticulose apenas causa sintomas se um dos divertículos sangra ou se infecta. "Quando o sangramento ocorre, ele tende a ser intenso por um curto período, mas geralmente pára por conta própria. Não sabemos a causa do sangramento diverticular, só que algo prejudica um vaso sanguíneo na bolsa", Dr. Staller diz. "Mesmo que  sangre, ele  pára por conta própria, você ainda pode perder uma quantidade considerável de sangue, então você deve consultar um médico".

Diverticulite

Em algumas pessoas, os divertículos podem ser infectados. Isso é chamado de diverticulite. Mas não é tão comum como ter diverticulose. "A taxa de vida de diverticulite é baixa, entre 4% e 15% das pessoas com diverticulose", diz o Dr. Staller.

Não está claro por que ou como a diverticulite se desenvolve. A idade, a obesidade, a falta de exercício e uma dieta com pouca fibra são fatores de risco para a condição.

 O Dr. Staller. também revela que os sintomas típicos de diverticulite incluem dor abdominal inferior, mais frequentemente no lado esquerdo; febre; e mudança nos hábitos intestinais, fezes soltas ou constipação. "A maioria das pessoas com diverticulite terá dor na parte inferior esquerda do abdômen, mas sem sangramento" médico provavelmente solicitará uma tomografia computadorizada para procurar sinais ativos de inflamação.

O tratamento geralmente é antibiótico por sete a dez dias. Pessoas com doenças mais graves, como um abscesso (bolso de infecção) ou pus que necessitam de drenagem, muitas vezes precisam de hospitalização para antibióticos intravenosos.

Prevenção de problemas

O Dr. Staller diz que ainda não está claro se podemos evitar diverticulose ou diverticulite. Exercitar, controlar o seu peso e comer menos carne vermelha e mais fibras podem ajudar. "Alguns dados sugerem que mais fibra reduz o risco de desenvolver divertículos e obter sintomas se você já os tiver".

Os adultos devem receber 25 a 30 gramas de fibra dietética todos os dias a partir de alimentos como feijão, grãos integrais, vegetais e frutas. Um suplemento de fibra também pode ajudar. Mas adicione fibra à sua dieta lentamente, pois você pode obter gás e inchaço se você aumentar a ingestão de fibra muito rápido.

E quanto ao aviso de que comer alimentos com pequenas sementes pode aumentar o risco de diverticulite? "Antes, havia uma teoria de que as sementes, as nozes e as pipoca aumentavam o risco de diverticulose e diverticulite, porque poderiam se hospedar nas bolsas e causar irritação ou infecção. No entanto, isso nunca foi provado. As sementes e as nozes são uma fonte importante de fibra ", diz o Dr. Staller.

Hemorróidas

As hemorróidas têm um mau , mas todos nós temos esses conjuntos de veias tipo travesseiro no revestimento da parte inferior do reto e do ânus, o que ajuda a desempenhar um papel na prevenção do vazamento de fezes. Quando eles se tornam ampliados, no entanto, eles são nada úteis e podem até contribuir com um vazamento, além de dor, coceira e sangramento.

O que causa hemorragias para inchar? "As veias estão ancoradas pelo tecido conjuntivo. Se o tecido estiver enfraquecido, as hemorróidas se projetam", explica o Dr. Staller. O tecido enfraquecido pode ser causado por uma combinação de genética e pressão de sentar em um banheiro demasiado longo ou esforçar-se para ter uma evacuação intestinal.
A gravidez também é um gatilho comum.

Quando as hemorróidas no reto inferior (hemorróidas internas) se incham, elas podem sangrar, e você pode ver sangue vermelho brilhante no banheiro. Mas você não sentirá as hemorróidas, a menos que elas se estendam para além do ânus e ficassem desconfortável.

As hemorróidas que a maioria das pessoas se queixam (chamadas hemorróidas externas) estão localizadas fora do ânus. Se eles ficam inchados, a pele subjacente fica irritada, corria e pode ficar desconfortável ou ferida. Um coágulo pode se formar dentro da hemorróida, o que pode ser muito doloroso.

Tratamento e prevenção

As hemorróidas são geralmente diagnosticadas a partir de uma história médica e exame físico. Os remédios caseiros geralmente são eficazes para tratar hemorróidas externas. Sentado em um banho quente pode ajudar a aliviar uma hemorróida irritada. E mudanças de estilo de vida também podem fazer a diferença. "Evite sentar e fazer força no banheiro por longos períodos, e certifique-se de que as fezes possam sair", diz o Dr. Staller. Ele sugere aumentar a ingestão de fibras alimentares; Tomar bastante água, comer alimentos amaciantes de fezes como : Ameixa seca, Pêssego, Pera, Ameixa, Maçã, Damasco, Framboesa, Morango, Feijão, Ervilha, Espinafre, usando um suave laxante se você estiver constipado, como o polietileno glicol 3350 (Miralax).
Dr. Staller não recomenda o uso de cremes sem receita, que são esteróides que ajudam a encolher a inflamação. "Não há provas de que eles funcionem", diz ele.

As hemorróidas internas que são incômodas geralmente são resolvidas com procedimentos minimamente invasivos realizados em um consultório médico.


Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais