PEDOFILIA LEGALIZADA NOS EUA: MAIS DE 200 MIL CRIANÇAS CASADAS NOS ÚLTIMOS 15 ANOS - Coletividade Evolutiva - Seja a Mudança
Coletividade Evolutiva - Seja a Mudança , PEDOFILIA LEGALIZADA NOS EUA: MAIS DE 200 MIL CRIANÇAS CASADAS NOS ÚLTIMOS 15 ANOS , NOTICIAS ,

PEDOFILIA LEGALIZADA NOS EUA: MAIS DE 200 MIL CRIANÇAS CASADAS NOS ÚLTIMOS 15 ANOS



A prostituição infantil é um dos problemas que ainda continua sem solução e um dos motivos por não conter uma solução, é por ser o terceiro comércio mundial que mais dá lucro. 
A prostituição é um tema que não é muito divulgado, pelo fato de existir muitas atividades clandestinas. 
A maioria dos “clientes” dessas crianças são turistas estrangeiros, que vem para país e usam artifícios para seduzir, encantar e enganar as meninas. Eles as levam em lugares bonitos, para seduzi-las e cometer a prostituição em troca de dinheiro, ou até mesmo em alguns casos em troca de alimento.
Um dos temas mais constrangedores ao Brasil, não apenas à própria sociedade brasileira, como no âmbito internacional, é a existência da chamada prostituição infantil. A despeito de todos os esforços do Estado no enfrentamento deste problema, há a permanência de uma realidade hostil para muitas crianças – principalmente meninas – nas regiões mais pobres do país: segundo a UNICEF, em dados de 2010, cerca de 250 mil crianças estão prostituídas no Brasil.
Pelo menos 100 mil crianças são prostituídas anualmente nos EUA, somando ao setor de tráfico sexual de US $ 9,8 bilhões. Crianças em todo o país estão sujeitas a abusos físicos e sexuais, e a maior parte do tempo acontece muito mais perto do lar do que esperamos. Noventa por cento das vítimas de abuso sexual infantil conhecem o agressor, e um assombroso 68% são abusados ​​pelos familiares.
O que é pior, algumas das leis que envolvem o abuso sexual infantil e o casamento infantil (ou a falta dele) realmente permitem sua prática. Como resultado, mais de 200 mil crianças nos EUA se casaram nos últimos 15 anos sozinhos. Muitas vezes, consideramos o casamento infantil como sendo apenas uma questão nos países do terceiro mundo, mas, na realidade, também ocorre na América do Norte e quase em todo o mundo. Crianças com menos de 10 anos se casaram com adultos muito idosos, apesar do requisito legal de ter 18 anos, ou idade legal, em todo o país.
Isso ocorre porque muitos estados têm "lacunas legais" que permitem que os adultos se casem com crianças. Nem todos os estados estão dispostos a fornecer estatísticas sobre esse problema, e muitos forneceram apenas alguns detalhes em vez do alcance completo, de modo que 200,000 provavelmente estão muito abaixo do número real de noivas e noivos.

O casamento infantil no Brasil

Levantamento recente do Banco Mundial revela que o Brasil tem o maior número de casos de casamento infantil da América Latina e o quarto no mundo. No país, 36% da população feminina se casa antes dos 18 anos. As informações são da ONU News.
O estudo "Fechando a Brecha: Melhorando as Leis de Proteção à Mulher contra a Violência" lembra que a lei do Brasil estipula 18 anos como a idade legal para a união matrimonial e permite a anulação do casamento infantil. O problema é que há muitas brechas na legislação.
Se houver consentimento dos pais, por exemplo, as meninas podem se casar a partir dos 16 anos. A autora do estudo, Paula Tavares, fala sobre outras brechas na lei. “Um dispositivo ainda comum em todo o mundo é a permissão do casamento infantil – e em geral sem limite de idade – se a menina estiver grávida. Esse é o caso do Brasil”.
Segundo ela, o país também não prevê punição para quem permite que uma menina se case fora dos casos previstos em lei, nem para os maridos nesses casos. “Na América Latina, 24 países preveem pena a quem autorize o casamento precoce, mas o Brasil não está entre eles,” observou.

Por que o casamento infantil é um enorme problema nos EUA 

Em maio deste ano, o governador republicano de Nova Jersey declinou uma oferta para assinar uma lei que teria feito de Nova Jersey o primeiro estado a proibir o casamento infantil sem exceção. Muitas pessoas provavelmente assumem que o casamento infantil é ilegal nos EUA, mas a triste realidade é que essas lacunas permitem que as crianças se casem em uma idade muito jovem. Somente em Nova Jersey, cerca de 3.500 crianças se casaram entre 1995 e 2012.
O governador afirmou que a assinatura da lei teria "conflito com os costumes religiosos". Algumas dessas lacunas incluem se a criança ficou grávida ou se a criança recebe o consentimento dos pais. Você pode imaginar seus pais organizando um casamento para você, antes dos 18 anos? Sim, esta é a realidade para muitas pessoas em todo o mundo, mas poucos percebem que isso acontece na América também. Alternativamente, você poderia imaginar ficar grávida aos 13 anos e depois ser forçado a se casar? Esta é uma realidade aterradora para muitas vítimas do casamento infantil.
207.468 menores são conhecidos por terem se casado nos EUA entre 2000 e 2015, mas 10 estados não forneceram absolutamente dados ou estatísticas imprecisas sobre o casamento infantil, por isso esse número não reflete o verdadeiro alcance da questão. Nesse número, a maioria das crianças eram meninas que se casaram com homens muito mais velhos e muitos eram tão jovens quanto 13. Oitenta e sete por cento desses menores eram meninas e, embora a maioria tivesse 16 ou 17 anos, muitos eram muito mais jovens .
Entre os mais novos para se casar, três garotas de 10 anos no Tennessee, que se casaram com homens entre 24 e 31 anos. Outro jovem estava casado aos 11 anos com uma mulher de 27 anos no mesmo estado .
Não é apenas Tennessee; Crianças de até 12 anos se casaram no Alasca, Louisiana e Carolina do Sul e 11 outros estados permitem que as crianças de 13 anos se casem. Tenha em mente que, na maioria desses casos, os menores se casaram com adultos mais velhos, e não com outros menores de idade. Apenas 14% desses menores de idade estavam se casando com outros menores de idade, mas mesmo assim, é realmente bom para um jovem de 17 anos se casar com um garoto de 13 anos?
Embora a maioria deles tenha casado adultos com mais de 30 anos, em alguns casos, as crianças foram autorizadas a se casar com adultos décadas maiores do que eles. Havia um caso no Alabama, onde uma menina de 14 anos se casou com um homem de 74 anos e outra em Idaho, onde um jovem de 17 anos se casou com um homem de 65 anos.
Lembremo-nos disso, embora a maioria dos Estados reconheça que o consentimento sexual pode ser concedido por pessoas de 16 a 18 anos, uma pessoa ainda pode ser acusada de violação legal por ter relações sexuais com um menor. Apesar disso, muitos estados estão concedendo crianças com licenças de casamento, incluindo menores de idade com menos de 16 anos.
O conselheiro sênior de política e estratégia do Centro de Justiça de Tahirih, Jeanne Smoot, explicou que a maioria das crianças que se casam como menores são aquelas que vivem na pobreza. Ela afirmou : "Quase todas as evidências indicam que meninas nas cidades não se casam jovens, que garotas da classe média ou famílias ricas, não se casam jovens. Este é um fenômeno rural e é um fenômeno de pobreza ".
Um surpreendente 27 estados nem sequer têm leis para definir um " andar de idade " , o que significa que não há leis para estabelecer a idade mais jovem que um menor pode se casar. Falhas como esta são as que permitem que os menores se casem em primeiro lugar. A ironia é que o abuso sexual é "ilegal", mas o governo está permitindo que os menores se casem tão jovens quanto os 10 anos de idade. O que esses juízes esperam ocorrer nesses casamentos? Esta não é uma forma de proteger essas crianças, uma vez que o casamento infantil pode permitir o abuso e a pedofilia.
É claro que o casamento infantil não é apenas um problema nos países do terceiro mundo. Se realmente queremos nos tornar líderes neste mundo e preparar o cenário para outros países, precisamos refletir isso tanto em nossas leis como em nossa moral. As crianças merecem direitos e proteção, e isso precisa desesperadamente ser refletido no nosso sistema judiciário.
Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Finalmente, como muitos de vocês, eu min sentir sobrecarregado, irritado e descrente, e decidir parar de assistir, e fazer algo positivo para ajudar a mudar o status do qual viv emos. Esse foi o dia em que o Coletividade Evolutiva nasceu! Saber Mais


0 Participe da discussão :

Postar um comentário