QUAIS SÃO SUAS PIORES EXPERIÊNCIAS DE NAMORO?



UMA mulher que tentou deixar um homem cair suavemente depois de apenas um encontro foi deixada surpresa por sua resposta: um pedido de seu dinheiro de volta .

Lucy Brown, 38, de Londres, tinha combinado encontrar alguém através de um aplicativo de namoro on-line pela segunda vez em sua vida. Depois de uma noite passada no bar, ela percebeu que ela não estava interessada, deixando o homem com quem ela tinha saído via mensagem de texto.

Ele respondeu que estava "perplexo". Ele também requisitou uma "devolução dos dringues da noite no bar". Ele assinou a mensagem com os detalhes da conta bancária e o código de classificação. Brown decidiu reembolsá-lo £ 42,50, mas não sem deixá-lo saber como ela achou  o pedido engraçado.

Você já teve uma experiência semelhante enquanto namorava? Qual é a sua abordagem para dividir o custo? Você sente a obrigação de ir em outra encontro se a outra pessoa paga a conta? Você sente a pressão para pegar o cardapio? Alguma vez você já pediu uma contribuição financeira depois? O ( CE )  Quer ouvir nossos leitores sobre suas experiências de namoro e desastres. Compartilhe suas história abaixo nos comentarios




Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais


Ao contrário da mídia convencional , o Coletividade Evolutiva é independente, e temos como objetivo mostrar a verdade e tornar as histórias publicas. Por favor apoie o Coletividade Evolutiva, com uma doação para ajudar na evolução do site, e manter nosso trabalho vivo!


Notícias Relacionadas Recomendadas